top of page
  • mmichelsohn

Práticas Para a Potência

Encontrar a Alegria Usando Espelhamento e Encadeamento de Ações


Atendo um jovem adulto que fez 21 anos na semana passada. Ele chegou com um diagnóstico de depressão, sem vontade de fazer nada e de interagir com outras pessoas. Tiago está na faculdade e apesar de não gostar muito das aulas consegue ir bem nas matérias.


Nesta sessão ele me disse que tem dificuldade em responder mensagens pelo Whatsapp. Pedi pra ele pegar o celular e ler uma mensagem que ele estava com dificuldade de responder.


Ele disse que tinha uma mensagem de uma tia parabenizando pelo aniversário. Era algo assim: “Tiago meu sobrinho queridinho. Nem parece que faz 21 anos que aquele bebê fofinho vinha ao mundo para alegrar nossa vida. E agora você é esse moço lindo, amável e brilhante. Tudo de bom pra você da sua tia que te ama muito”

Então fizemos um exercício chamado “Espelhamento”. Neste exercício aproveitamos o incômodo que sentimos com a ação ou a fala de outra pessoa e ao invés de deixarmos que isso gere ressentimento ou culpa, aproveitamos para extrair o melhor deste acontecimento.


Uma das coisas que sempre podemos extrair de um mal encontro é perceber a ressonância do que nos incomoda no outro, em nós. Se achamos que alguém é babaca, é porque existe uma ressonância do “babaca” em nós. Então, ao invés de ficarmos apontando o dedo pra fora e vivermos ressentidos com as pessoas, usamos esse encontro para dissolver um pouco do “babaca” em nós. Veja abaixo como fiz isso com o Tiago e o que aconteceu depois.


Espelhamento Cringe


Eu: O que você sente?

Tiago: Vergonha e vergonha alheia

Eu: Sentindo isso e pensando na mensagem traga a sua tia para sua consciência.

Tiago: OK

Eu: Agora julgue ela. Ela é …..

Tiago: Não sei como fala quando alguém gera vergonha alheia….Já sei! Ela é Cringe!

Eu: Ótimo! Cringe. Agora na sua mente, imagine-se virando de costas pra ela e olhe para uma paisagem ou para uma tela branca. Agora diga “Eu sou Cringe”

Tiago: “Eu sou Cringe” (dando risada)

Eu: Você é cringe algumas vezes?

Tiago: Sim.

Eu: Beleza. Talvez você não seja cringe como sua tia foi com você, mas todos nós já fomos cringe várias vezes na vida. Então vamos usar esse acontecimento para olhar esse cringe em nós. Repita em voz alta a palavra “cringe” até que ela fique engraçada ou perca o sentido. Perceba seu corpo enquanto faz isso.

Tiago: cringe, cringe, crinnnnnnnnge, cringeeeeeeee, cringe-cringe-cringe-crin-gecrin-gecrin

Eu: Isso. Respira. Dê meia volta mentalmente e olhe para sua tia. O que você sente?

Tiago: Não sinto mais tanto essa vergonha alheia.

Eu: Como você julga ela agora?

Tiago: Bobona

Eu: Então repita o exercício com essa palavra.

Tiago repetiu.

Eu: E agora?

Tiago: Nada. Me sinto meio neutro. Até dá vontade de sorrir. Me sinto leve.

O Espelhamento dissolve temporariamente marcas que nos fazem percorrer os mesmos caminhos, repetir os mesmos padrões, impedindo a diferenciação. Ao alisarmos essas marcas, criamos um momento no qual podemos entrar em variação. Eu chamo isso de Vazio Intensivo.



O Vazio Intensivo

Neste momento, tanto eu como Tiago estávamos num estado que chamo de Vazio Intensivo. Ele é vazio de intenções, ideais e finalidades, mas ele está repleto de intensidades. É a partir daí que podemos entrar num encadeamento de acontecimentos. Veja como isso se passou e o que isso gerou.


Eu: Agora perceba, afirme e aceite esse estado. Não queira sair nem ficar nele. O que acontece? O que você pensa, sente ou deseja?

Tiago: Quero andar.

Eu: Então vamos andar.


Ele levanta e começa andar. Eu vou atrás dele. Ele sai da sala de consulta, sai da casa e vai para o jardim.

Então, na medida que ele andava eu falei: continue conectado com seu corpo, sinta a relação dos outros corpos com seu corpo.


Ele andava sem intenção, sem destino. Ele parou e tocou em uma planta.


Eu: Isso. Sinta a planta nos seus dedos.


Ele continuou andando e parou na frente de flores muito coloridas.


Eu: Não deixe sua mente ir na direção das flores. Deixe que os fótons de luz que estão batendo nas flores entrem pela sua retina. Enxergar é uma relação. Fique em relação.

Tiago: Agora me deu vontade de escrever.


Voltamos para dentro da casa e eu dei um bloco de papel e uma caneta. Ele escreveu. Até que falou: “Quero ler”. Ele pegou um livro da estante e abriu.


Eu: Leia como se você estivesse criando as palavras no livro e não consumindo o livro.


Ele leu por alguns minutos e falou: “Quero molhar meu corpo”. Ele foi ao banheiro, deixou a água correr nas mãos e depois levou as mãos para o rosto e para nuca. Agora quero sentar.


Voltamos para a sala.



Aumento de Potência


Quando entramos no Vazio Intensivo e depois no Encadeamento de Acontecimentos nossa potência aumenta, ou seja aumenta nossa capacidade de afetar e sermos afetados. Então, deste lugar Tiago pela primeira vez depois de algumas sessões se expandiu e se ofereceu para me mostrar algo muito pessoal seu. Algo que me apresentou com muita alegria. Veja como isso aconteceu.


Eu: O que está se passando?

Tiago: Estou me sentindo bem.

Eu: Você experimentou agir com intensidade e sem intenção. Não havia objetivo ou lugar para chegar ou algo para conquistar. Você não estava andando para um destino, escrevendo para ganhar uma nota, lendo pra ficar inteligente ou se molhando para se lavar. Perceba, que mesmo sem intenção e na verdade por que não havia intensão, você criou um encadeamento de acontecimentos. E para criar este encadeamento você se deixou levar por um desejo intensivo, experimentou o acontecimento e encerrou para então seguir outro desejo. O encadeamento só foi possível pelo corte do fluxo. Você surfou a onda até onde era necessário e depois voltou para pegar outra ao invés de ficar em cima da prancha na areia se lamentando.

Tiago: Quero te mostrar como foi meu ano de música no Youtube Music. Você já viu sua retrospectiva?


Tiago adora música, mas nunca havia me mostrado algo assim de livre e espontânea vontade. Ele me mostrou quantos minutos de música ouviu, quais os artistas principais, as músicas mais ouvidas, que tinha ouvido 16 gêneros de música diferentes e muito mais. Existia ânimo e entusiasmo em sua fala. Aquilo me envolveu e queria realmente saber o que ele estava ouvindo pois a maioria dos artistas eram meus desconhecidos. Ele saiu da sessão dizendo que ia me mandar um link de seus artistas preferidos.


(Se precisar de apoio para lidar com essas ou outras questões, escreva para marcelo@marcelomichelsohn.com)




211 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page