top of page
  • mmichelsohn

Um PoeManifesto Sobre Minha Prática Clínico-Política



Sou um co-conspirador.

Estou disponível para quem quer conspirar por uma vida mais ativa e potente.

Sou um analista do desejo e não apenas ou não primordialmente da mente.

Não me procure se você quer se adaptar a este sistema que nos captura

Não quero e não posso te ajudar com isso, pois eu mesmo estou em trânsito


Não vou te ajudar a ter um casamento mais harmonioso e nem a se separar

Não vou te ajudar a trabalhar com mais felicidade e competência e nem a pedir demissão

Não vou te ajudar a ter filhos mais comportados e estudiosos e nem a tirá-los da escola


Vamos sim espreitar nossos desejos, pensamentos, afetos e ações juntos

Vamos perceber onde persiste a idéia da falta e a busca por um preenchimento de fora

Vamos perceber os ressentimentos que tocam como discos riscados, afundando sulcos e nos mantendo presos no mesmo ciclo vicioso

Vamos perceber a vítima em nós, apontando o dedo pra tudo e todos, com medo de assumir a responsabilidade pelo que acontece

Vamos perceber o algoz em nós que quer controlar e submeter o outro

Vamos comemorar ao ver o inconsciente explodindo com tudo isso

Primeiro mansamente, procurando brechas e depois com força e alegria

Não esse inconsciente rebaixado cheio de memórias de papai, mamãe, filhinho, filhinha

Mas um inconsciente produtivo, criador, conectado com as possibilidades infinitas


Vamos juntos ao inferno e ao céu

Vamos rasgar o peito e gargalhar

Faremos isso sabendo que não há certo ou errado, bem ou mal

Sem moralismos, mas com ética

Uma ética da vida

Sem ativismo, mas com micro revoluções

Sem covardia, mas com prudência

Não há resultados esperados a não ser a reconexão com nossa potência de vida

Nossa capacidade de encontrar as forças e compor com elas


Nesse caminho, a dosagem é importante.

Nos colocamos em experimentação e sentimos.

Percebemos o que se passa em nosso corpo, em nossa mente

Percebemos o aumento ou a diminuição da nossa força de vida

Ganhamos gosto pela dor, pela tristeza, pelo medo, aos poucos

Vamos aprendendo a usar esses afetos e não mais sermos definidos por eles

Só sente dor quem está vivo!

Vamos tirar os analgésicos aos poucos

Vamos prescindir do que nos amortece e distrai, aos poucos


E onde vamos chegar com isso? Quando terei alta?

Não tem “pódio de chegada, nem beijo de namorada”, como diria Cazuza

Alta? Antes de começarmos a primeira sessão você já está de Alta

Pode sair e voltar quando quiser, pelo tempo que quiser

Você vai sentir quando sua potência aumentar e vai saber que nossos encontros podem ser espaçados ou até terminados

Ou talvez vamos manter nossos encontros enquanto produzirem aumento da potência de vida e da nossa capacidade de criação.

Vamos conspirar




(Aviso importante: Os textos publicados neste blog não são recomendações médicas ou psicológicas. Procure alguém da sua confiança caso sinta necessidade. Se quiser marcar sessões comigo, escreva para marcelo@marcelomichelsohn.com)





100 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page